Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro


 

Porto Velho,  sáb,   19/outubro/2019     
COLUNISTA: Pedro Porfírio

Opinião em frases que chocam (ou não) e fotos que revelam (ou não)

29/8/2010 22:38:08
porfirio@palanquelivre.com
 
  
A lei da ficha limpa é uma ilusória cortina de fumaça. Se fosse real, não seriam candidatos políticos manjados como Renan Calheiros, Picciani, Joaquim Roriz, Quércia e os "mensaleiros".
***
Nossa Justiça dá o pior exemplo do que seja justiça: magistrados pegos com a mão na massa são "condenados" a aposentadorias milionárias.
***
Não há maior engodo do que chamar qualquer palpiteiro de cientista político.
***
Estou começando a achar que Sócrates está mais atual do que nunca em sua crítica à democracia.
***
Nada enlameia tanto o processo eleitoral como a divulgação prévia de pesquisas. Elas não refletem a realidade, por sua própria fórmula: tenho 67 anos e jamais fui "perguntado sobre meus candidatos", nem ninguém na minha família, nem ninguém que eu conheça.
***
Ainda que as pesquisas fossem o espelho da realidade - e não são - só serviriam para dispensar as campanhas eleitorais e o próprio comparecimento às urnas, pois forjam um cenário que antecipa o "resultado", desmobiliza os "derrotados" e favorece os "vencedores" de véspera junto aos financiadores de campanha.
***
Se financiador de campanha prefere quem vai ganhar, boa coisa não está tramando.
***
Não há maior falácia do que defender a liberdade de expressão, quando perseguem as rádios comunitárias, de grande utilidade para o bairro, enquanto as concessões "legais" favorecem sempre os políticos e os grandes grupos midiáticos.
***
Quando prendem capitães da PM do Rio de Janeiro roubando fios de fibra ótica na calada da noite é porque a degeneração da corporação é ampla, geral e irrestrita e a polícia já chegou ao fundo do poço.
***
Queria entender melhor os homens, especialmente os políticos: se Lula acusou Sarney de ser ladrão, por que hoje está de mãos dadas com ele? Se Requião dizia cobras e lagartos do Osmar Dias na última eleição, por que hoje o recomenda como seu candidato a governador? Se a "nação petista" faturou anos o "fora Collor", porque agora está no "volta Collor?" (a propósito clique AQUI em e ouça o jingle do presidente cassado como corrupto).
***
Queria entender melhor as mulheres: Marina Silva foi ministra queridinha do Lula durante seis anos e meio; foi militante aguerrida do PT durante 30 anos. Será que ela entrou nessa para confundir?
***
Enquanto a Justiça for intocável, enquanto magistrados corruptos ganharem aposentadorias milionárias ao invés de cadeia quando são pilhados vendendo sentenças, não reconheço autoridade nos que defendem a punição radical unilateral para os bandidos de pés de chinelo.
***
Se nossas urnas eletrônicas são tão "confiáveis", por que essa resistência à imediata implantação da impressão do voto e do "voto biométrico", como já existe em países como Venezuela e Bolívia?
***
Marqueteiros políticos são embustes do macrossistema de mistificação que assola o país. Muitos deles jamais se envolveram pessoalmente numa campanha eleitoral, não conhecem o cheiro do povo e adoram cantar de galo como se fossem donos da verdade.
***
Quando há sinais de derrota, todo mundo aparece para dar um palpite, apontar uma causa e oferecer a fórmula da reviravolta. Todos esquecem, porém, que uma vitória se constrói no camninhar de uma longa jornada.
***
Já que o humor foi liberado na campanha, sugiro que você dê uma olhada nas declarações de bens dos candidatos, publicadas no site do TSE - http://divulgacand2010.tse.jus.br/divulgacand2010/
***
O Sérgio Cabral, por exemplo, pôs na sua mansão em Porto Belo, na Costa Verde, o valor de R$ 200.000,00. Se você oferecer R$ 1 milhão na mão ele vai rir na sua cara. Seu vice, o Pezão, pôs seu apartamento na Barra da Tijuca com o valor de R$ 168.844,99.
***
Criticam o Lula por seu relacionamento cordial como o Mahmoud Ahmadinejad, do Irã, mas nada dizem de seus laços com Nicolas Paul Stéphane Sarközy de Nagy-Bocsa, que está fazendo uma política de limpeza étnica na França e deportando milhares de emigrantes.


Nenhum comentário sobre esta coluna

Mais colunas de Pedro Porfírio

06/03/2014 09:22:06 - Orquestrações explosivas

15/02/2014 11:55:37 - O rojão de sete cabeças

04/02/2014 15:07:58 - O pior corrupto é o de esquerda

23/12/2013 19:43:32 - Por mim e por cada um de nós

06/10/2013 22:29:16 - Tortura como espelho de uma UPP

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8


Últimas Matérias
Publicidade: